sábado, 4 de agosto de 2012

Cordas vocais ou pregas vocais?

A prega vocal, chamada de corda, é nada mais que uma dobra muscular revestida por uma mucosa (algo como a pela que recobre o interior dos lábios) flexível.
 
imagine que a parte da frente do seu pescoço está
aberta, é assim que você verá uma das pregas vocais, a outra ficaria espelhada à direta e suas superfícies se tocariam para produzir o som
Na imagem ao lado vemos a parte muscular da prega vocal (o músculo tireoaritenóideo interno, ou TA, também chamado de músculo vocal) recoberta pela mucosa (epitélio e a lâmina própria, que se divide em 3 camadas, superficial, intermediária e profunda).

Essa mucosa vibra quando o ar passa vindo dos pulmões, e é a vibração que cria a frequência da nota musical ou do som da fala. No vídeo abaixo, vemos uma prega vocal, e as ondas que o sopro causa, filmada em alta velocidade. Uma das novas tecnologias que possibilitam o estudo cada vez mais detalhado do nosso instrumento. Aqui elas estão indo de um som grave a um som agudo, repare como a vibração mais forte e com bastante movimento da onda se torna algo mais suave e com contato menos intenso. Falaremos sobre isso nos registros vocais.

 
 
A vibração pode chegar a milhares de ciclos de abertura e fechamento por segundo, e quanto mais rápido vibra, mais agudo o som é ouvido. Essa frequência é medida em Hertz. (Mais sobre o assunto nos textos sobre acústica no canto clicando na PARTE 1 e na PARTE 2.)

Você já deve ter visto um diapasão, utilizado por maestros, instrumentistas, cantores, etc.
É um instrumento que vibra sempre na mesma frequência, geralmente 440 hertz, o que foi convencionado chamar de nota Lá, ou seja, um Lá (nesta oitava) é uma onda acústica que vibra 440 vezes por segundo, e, se cantarmos essa nota, nossas pregas vocais estarão abrindo e fechando 440 vezes por segundo. É muito rápido, ainda mais se pensarmos em notas mais agudas que chegam a milhares de hertz.

O que causa essa variação de frequências é o cumprimento e a espessura da prega vocal na hora em que o ar é enviado. Nos homens, as pregas vocais costumam ser maiores e mais grossas que nas mulheres, nas crianças são ainda menores e mais finas, e meninos e meninas tem tamanho similar, o que começa a mudar na puberdade.

Por muito tempo foi chamada de corda vocal, mas estudos mostraram que não se tratam de cordas, como de um violão ou guitarra (veja o vídeo acima e me diga se parecem cordas), mas de dobras, ou pregas. Porém pode-se notar uma semelhança, quando esticamos uma corda, ou usamos uma corda mais fina, em um violão, a nota soa mais aguda do que quando usamos uma corda mais grossa ou mais frouxa, e o mesmo ocorre com as pregas vocais, que, quando esticadas e afinadas produzem sons mais agudos do que quando engrossadas e afrouxadas. E essa é função dos registros vocais, que serão estudados a seguir.

Conheça clicando AQUI o que esses músculos fazem pela sua voz

2 comentários:


  1. Somebody essentially help to make critically articles I would state. This is the first time I frequented your web page and to this point? I surprised with the analysis you made to make this particular publish extraordinary. Fantastic activity! craigslist maine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you for the nice words Felix. Hope you're not having trouble with the translation.

      Best wishes.

      Excluir