terça-feira, 5 de junho de 2012

Articuladores e ressonadores da voz - Parte 1

Vamos falar um pouco sobre os articuladores e ressonadores da voz, é o famoso Trato Vocal.

Como escrevi nos textos sobre respiração, o ar que sai dos pulmões faz as pregas vocais vibrarem, produzindo uma frequência, um som, esse som é tratado e modificado pelos ressonadores no nosso trato vocal, sendo os principais a faringe e a boca, existe também influência das fossas nasais, e nada comprovado em relação aos seios da face (cavidades ocas no crânio). Muitos ainda acham que esses seios da face têm função de amplificação sonora, que “fazem o som girar”, e coisas do tipo, mas após inumeros estudos essa função não foi comprovada, aliás, não se sabe ao certo o porquê desses espaços no crânio, considera-se atualmente que sejam apenas lacunas deixadas pelo processo evolutivo, um ótimo lugar para infecções, como a sinusite.

Quais são e o que fazem esses ressonadores/articuladores?

Os movimentos realizados pelo maxilar inferior (mandíbula) afetam significativamente a fala e o canto, e esses podem ser de abaixamento/levantamento, pra frente/trás e para os lados. Cada um desses movimentos altera o espaço e formato da cavidade oral (boca).

Uma observação. Fazendo a interligação entre o maxilar inferior e a fossa mandibular, acima, está a articulação temporomandibular (ATM) algumas pessoas podem possuir desvios nessa articulação, o que interfere no movimento mandibular, e consequentemente na articulação na voz, podendo causar estalos ou dores ao abrir muito a boca.

A faringe está atrás das fossas nasais, boca e laringe e segue até o esôfago. É dividida em 3 partes, hipofaringe (antigamente laringofaringe, como na figura), orofaringe e rinofaringe (antigamente nasofaringe). Seu estreitamento ou alargamento altera a formação dos harmônicos na voz.

Véu do palato é o céu da boca, ele tem sua parte anterior (frete) óssea (palato duro), rígida e a posterior (o final) é flexível, onde fica a úvula, ou campainha. Essa parte flexível do véu do palato, ou palato mole, pode se erguer ou abaixar durante a fonação, como ocorre quando bocejamos, faça o teste de frente para um espelho.

Outro articulador de extrema importância para nossa voz é a língua, ela é capaz de realizar uma série de movimentos e formas diferentes, modificando o espaço na boca.

As fossas nasais são cavidades acima da cavidade bucal que se prolongam até as cavidades do nariz e abrem-se para trás dentro da rinofaringe, é utilizando esse espaço que produzimos sons como o “M” ou “N”, por exemplo.

Também altera o som os músculos faciais, principalmente os dos lábios e nariz e os dentes.

Clique AQUI para a segunda parte deste artigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário