sábado, 29 de junho de 2013

Mulher faz falsete?

A leitora CreepyCriminal comentou o texto sobre registros perguntando sobre o falsete feminino, e como a resposta estava ficando grande demais resolvi criar um tópico sobre o assunto.

Esse tema do falsete feminino causa muita controvérsia por uma série de questões, uma delas é a falta de consenso na nomenclatura dos registros vocais. Algumas pessoas os classificam não pela ação fisiológica da voz, mas por sua sonoridade ou sensação de ressonância, mas essa é uma forma que considero muito abstrata. Para quem pensa dessa forma, se o timbre está homogêneo então o cantor está no mesmo registro. Isso fica complicado quando pegamos um vocalista mais habilidoso que consegue deixar toda sua extensão com o mesmo tipo de som.


Na voz masculina a passagem do registro modal (peito, cabeça e mix) para o elevado (falsete) é bastante nítida, e a zona de passagem é maior que nas mulheres (um estudo mostrou 5,5 semitons quando num som ascendente e 4 quando descendente), e por isso fica muito fácil de identificar quando estamos em falsete.

Na mulher isso já fica mais complicado, até pela mulher já ter a voz mais aguda e por já haver uma fenda fisiológica nas mulheres na maioria dos casos. Lembrando que no falsete as pregas vocais formam uma fenda fisiológica paralela (fenda fisiológica é uma separação das pregas vocais durante a produção do som que não ocorre por problemas, mas que faz parte do mecanismo. Veja no vídeo abaixo a partir de 01:12m a mudança de configuração das pregas vocais). Ou seja, podemos dizer que estão mais próximas de realizar um falsete que os homens, que normalmente não possuem essa fenda. Aqui vale uma consideração: Alguns homens possuem laringe feminina, e vice-versa.
Outro fator importante para a dificuldade de diferenciação do som é que nelas a zona de passagem de registro é menor (1.5 subindo e 2 descendo, segundo o mesmo estudo), o que deixa mais difícil de haver uma quebra abrupta na voz de cabeça pra um falsete feminino.

Além disso, um grande problema é o nome falsete, que vem de falsa voz feminina (lembra?), mas mulher não precisa “imitar mulher” pra cantar mais agudo, hehe. Se pensar por esse lado da pra dizer que não tem falsete, certo?
Também não há um “falsear voz de homem”, mas mulheres que cantam com bastante TA como Ana Carolina e Cassia Eller são sempre comparadas a vozes masculinizadas, daria pra chamar de falsete se você quiser, mas a pergunta é, pra que complicar? hehe

Existem autores que chamam os registros de mecanismos 0, 1, 2 e 3. É esquisito, ma evita esse tipo de dúvida.

Fisiologicamente o falsete feminino existe, isso é mais do que comprovado por inúmeras pesquisas, mas nem sempre se nota diferença no som que isso promove e chamar de falsete é contraditório, mas que existe, existe e é muito usado.

14 comentários:

  1. NÃO FICA MAIS FÁCIL DE ENTENDER, DIZER QUE TODA VEZ QUE SE IMITA UM SOM MAIS AGUDO DO QUE SE TEM NORMALMENTE, ESTA SE FAZENDO UM FALSETE?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente isso não seria verdade.
      Mais agudo do que se tem normalmente vai depender de qual o normal que estamos falando. Pra uma cantora que atua como soprano coloratura na ópera o normal dela é extremamente agudo, pro Leonard Cohen qualquer coisa já é mais agudo que ele canta normalmente, hehe.
      Além disso, nem todo agudo é o que chamam de falsete, você pode fazer diversos ajustes para atingir notas agudas, sem contar que as notas mais altas que o ser humano consegue atingir é com o que chamamos de registros flautas e assobio, que são diferentes do "falsete".
      Nós temos sempre que simplificar as informalões para facilitar a compreensão das coisas. Não sou fã de vocabulários rebuscados sem necessidade, mas temos que tomar cuidado ao misturar tudo num balde só, pois podemos cometer equivocos que vão complicar na hora de tentar entender como nossa voz está funcionando durante o canto, criando limitações.

      Excluir
  2. Eu sempre costumo entender a idéia do falsete como uma voz aguda com mais suavidade ( ar na voz ). Seria errado esse raciocínio a respeito ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jonas, você está correto dependendo da interpretação que alguns fazem do falsete e incorreto segundo outros com diferentes interpretações, hehe.
      Por isso prefiro o raciocínio dos Modos de Fonação http://www.estudiodevoz.com.br/2015/11/modos-de-fonacao.html
      , que não dá margem para esse tipo de problema.

      Excluir
  3. Na verdade, o que me parece é que o falsete é tentar imitar a voz de uma criança e não somente feminina.
    Nesse pensamento, tanto homens quanto mulheres usam o falsete!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iran, aí você criando sua própria interpretação da palavra falsete, e interpretação é pessoal e cada uma pode ter a sua. A ideia do texto é passar o que acontece no mecanismo quando o som que muita gente chama de falsete é produzido.

      Excluir
  4. Senão, o que seria das contraltos sem esse artifício pra alcançar notas fora de sua região?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. recomendo a leitura desse outro texto, para vc se aprofundar mais
      http://www.estudiodevoz.com.br/2015/11/musculos-da-laringe-e-voz-parte-1.html

      Excluir
  5. Por exemplo sou mulher e canto com facilidade outros tons tanto agudas como graves e serenos acho mais fácil q no meu próprio tom e correto afirma q canto em falsete ou n já q tenho a voz grave e baixa e muita dificuldade de cantar em tons altos sem fazer essa mudança brusca na voz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho como saber pela descrição, mas lembre-se, o que a pedagogia de cando tradicional chama de falsete nada mais é que uma nota aguda bem suave e até mesmo soprosa, e o mais importante, isso não é bom nem mau, é apenas uma característica que pode ser útil dependendo do que se canta.
      Se seu agudo é fraco e o grave é mais reforçado provavelmente você não está mantendo um bom equilíbrio no Modo de Fonação ao longo de sua extensão
      http://www.estudiodevoz.com.br/2015/11/modos-de-fonacao.html

      Excluir
  6. Olá,Mauro por Acaso a Maryah Carey,oque ela faz muito, não seria falsete?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela faz falsetes, mas acredito que você esteja falando das notas mais agudas que ela costuma fazer, aquilo não é falsete, é outro ajuste, conhecido como registro flauta

      Excluir
  7. Olá Mauro, isso que você chama de falsete feminino não seria a voz de cabeça feminina? Mesmo se uma mulher usar a "configuração muscular" do falsete masculino (a fenda paralela), não devemos considerar esse registro incluso na voz de cabeça feminina?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o ponto André., não existe regra, se vc optar pela homogeneidade do som, pode chamar de voz de cabeça, mas a forma de produção muda, então pode chamar de falsete. Eu opto por não usar esses termos, pq eles vêm carregados de questões estéticas baseadas em um padrão de canto, que não é generalizável para todos os estilos.

      Não há opção mais verdadeira e única, somente a que a gente está acostumado ou quer usar.

      Abs e obrigado pelo comentário!!

      Excluir