segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

O que são os exercícios de canto que eu faço?

Hoje vou falar um pouco sobre exercícios vocais, mais especificamente sobre os Exercícios de Trato Vocal Semiocluído (ETVSO), como são chamados pela ciência vocal, e vou usar como base uma aula ministrada pelo fonoaudiólogo Felipe Moretti no CEV - Centro de Estudos da Voz.

– Mas ahn, ETVSO??? – Calma, eu explico, você já deve ter feito algum deles.
Vamos pensar nesse nome: “Trato Vocal” eu já falei bastante sobre, é todo o “tubo” por onde o ar passa depois que vibra pelas pregas vocais, do topo da laringe até a saída da boca e/ou nariz. “Semi” de meio, ou quase lá, e “ocluído”, que significa fechado. Podemos traduzir como exercícios de boca quase fechada. Qualquer exercício vocal feito fechando a boca de alguma forma pode ser chamado de TVSO.

Exemplos de ETVSO são: vibração de língua (trrrr), vibração de lábios (brrrr), sons de consoantes fricativas como zzzz, vvvv, gggg, boca chiusa ou humming, fazer nota com a mão na boca, constrição labial, sopro com a bochecha cheia de ar, notas utilizando canudo, tubos finlandeses, lax vox, copo, etc.. Existe uma infinidade deles e cada um tem uma aplicação diferente e específica, mas todos se enquadram nesse mesmo grupo.

Esses exercícios saíram das terapias nas clínicas fonoaudiológicas e invadiram as aulas de canto, mas nem todo mundo sabe para que servem, apenas fazem, normalmente como aquecimento vocal. uma pena, pois um ETVSO bem feito pode ser muito útil, ou muito prejudicial se mal feito. – Você já fez? Faz? Faz por qual razão? O que você pensa ou quer fazer com eles? Comente aí embaixo.
A mão está pressionando levemente a região ao redor dos lábios, para evitar que alguma musculatura rígida dificulte a vibração.
Vamos entender pra eles servem.
Na terapia de voz eles têm suas utilidades bastante pesquisadas, mas vou falar somente sobre sua ação no canto e preparo da voz.

Segundo Titze, Verdolini, Linklatter e Lessac, os ETVSO:
  • Aumentam a interação entre a fonte sonora (vibração de pregas vocais) e tudo o que vem acima delas, promovendo uma produção vocal mais eficiente, ou seja, com menos fadiga, ruídos ou alterações indesejáveis.
  • Durante esses exercícios as pregas vocais vibram de forma mais leve, pois são levemente separadas (abduzidas) pela ação da pressão que fechar a saída de ar gera dentro do “tubo” (sopre um canudinho fechando o outro lado e você vai sentir essa pressão, que vai embora quando soltar o dedo).Você deve sentir nesses exercícios uma expansão do trato vocal, pois a pressão retroflexa vai “abrir os espaços”.
  • O fluxo aéreo também é reduzido, bem como o impacto do contato entre as pregas vocais.
Agora que você já sabe o que esse tipo de exercício faz, você vai entender quando usá-lo, por qual razão, e o principal, como fazê-lo.

Se durante os ETVSO existe uma expansão do trato vocal e o contato das pregas vocais no ciclo de vibração é suavizado e o fluxo aéreo reduzido, eles vão ajudar você a:
  • Desenvolver as sensações como as de “abrir o fundo da garganta”, “ampliar espaços”, “levantar palato mole”, etc. ou como quiser chamar essa expansão no trato vocal. Tal sensação é importantíssima para evitar constrições indesejáveis e aquela sensação de estrangulamento que pode ocorrer em um canto tenso.
  • Diminuir a força para cantar, pois você vai aliviar as estruturas envolvidas no canto, e ainda vai aprender a gerenciar melhor o volume utilizando a ressonância, e não a força, principalmente no ar.
  • Cansar-se menos, pois com a carga menor de esforço seus músculos vão trabalhar de forma mais livre, com mais flexibilidade na voz e menos desgaste.
O cientista vocal Ingo Titze demonstrando fonação no canudo
Na hora de fazer os exercícios, pense em qual objetivo você quer atingir com eles, tente entender as respostas que seu corpo oferece a cada estímulo, assim eles serão úteis pra você, caso contrário, será apenas um som qualquer. Principalmente, não faça-os com força e com uma boa postura.

Detalhe, não é só fazer os ETVSO e pronto, sua voz adquiriu novas habilidades ao estilo Matrix, não, é preciso fazer um trabalho para transportar esses benefícios para a voz cantada “pra valer”, mas a ideia é fazê-los para desenvolver a percepção do funcionamento correto, as sensações vibratórias e ir calibrando-as na voz.

Espero ter ajudado!!

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Alison, o estúdio fica na ZN de São paulo, em Santana.
      Para quem não tem como vir até aqui existe a opção das aulas por skype.

      Abs!

      Excluir