AUTORES

Mauro Fiuza - Criador do site

Olá, meu nome é Mauro Fiuza, sou professor de canto e pesquisador de voz, doutorando e assistente de pesquisa na UNED de Madri/Espanha, junto com a professora de canto, bióloga e cientista vocal a Ph.D. Filipa La. Também sou coordenador do Curso Online de Formação em Pedagogia e Ciência Vocal (PCV) e coordenador pedagógico do Instituto de Formação em Voz (IFV) ao lado da professora Flávia Caraíbas. Atuo como professor convidado em diversos cursos de pos graduação: FIV e CECEV do CEV - Centros de Estudos da Voz; Curso de Pedagogia Vocal das Faculdade Santa Marcelina e no Instituto Alpha-FACEC e no curso de Voz Cantada da Faculdade Novo Horizonte. Além disso, sou tutor no curso de especialização em Pedagogia e Tecnologia da Voz na UNED em Madrid.

Também sou integrante do grupo de estudos VocalSP, que realiza cursos, eventos e pesquisas em voz cantada e realizei projetos como a Maratona Vocal e sou criador dos cursos Ver a Voz e Pedagogia e Ciência Vocal (PCV). Nos últimos anos venho ministrando cursos, workshops e palestras pelo Brasil e o mundo em universidades, como a UniSant'Anna e Santa Marcelina, em São Paulo/SP, a UNILA em Foz do Iguaçu/PR, UFPB, UFMG, UniNorte, PUC-Peru, para membros da EVTA (Associação Europeia de Professores de Canto) e também para o Colégio de Logopedas em Madri (Espanha). Também  apresentei trabalhos científicos em diversos países, como: Alemanha, Argentina, Áustria, Brasil, Espanha, Estados Unidos e Estônia, e publiquei artigos científicos em periódicos nacionais e internacionais, como o renomado Musicae Scientiae e Phycology of Music .

Minha formação transita entre a performance musica, a investigação em voz e o ensino de canto. Sou mestre em fonoaudiologia pela PUC SP, licenciado em Música pela Uni Sant'Anna e pós-graduado pelo CEV - Centros de Estudos da Voz, Formação Integrada em Voz. Sou certificado dos 3 níveis do Somatic Voicework™ e no curso Science of the Singing Voice, realizado na Suécia e chefiado por um dos maiores cientistas vocais da história, Johan Sundberg. Na Itália estudei vozes distorcidas com a professora Eleonora Bruni. Concluí o treinamento de Avaliação Objetiva em Voz, do fonoaudiólogo chileno Marco Guzmán. 

Comecei a cantar como a maioria das pessoas, ouvindo meus ídolos e tentando acompanhá-los, no começo era uma tragédia, acabava de cantar exausto e nem sabia se estava ficando bom, pois o aparelho de som estava alto demais e eu mal me ouvia.

Nessa época um amigo me convidou para uma banda e foi aí que decidi estudar canto de verdade. Prestei teste no CoralUSP, mas como no começo não tinha noção nenhuma, fui reprovado. Tentei mais uma vez e consegui, por sorte, um período de teste em outro grupo do CoralUSP, e isso mudou minha vida, recebi uma oportunidade e agarrei.

No CoralUSP (Coral da Universidade de São Paulo) tive aulas de canto lírico e fiz cursos com professores incríveis como: Sandra Espiresz que me ensinou, além de outras coisas, a buscar o conhecimento fisiológico no canto, Fernando Coutinho Ramos, cantor da OSESP (Orquestra Sinfônica de São Paulo), e tive com Beth Amin, Carmina Juarez e Eduardo Fernandes, métodos clássicos como Vaccaj, aulas de interpretação, percepção musical, história da música, etc., e com muita dedicação me tornei monitor e solista do coral.
Com Filipa Lã, Johan e Ulla Sundberg no ICVT 2017 em Estocolmo, Suécia

Em 2010, durante o workshop da professora norte-americana Jeanne LoVetri, criadora do método Somatic Voicework, o qual me certifiquei no primeiro nível em 2017, no segundo em 2018 e no terceiro em 2019, comecei a me aprofundar de vez no treinamento funcional do canto e na ciência da pedagogia vocal, onde venho me especializando em cursos que incluem os dos cientistas vocais Johan Sundberg, Hubert Noé, Don Miller, Ingo Titze e congressos como o CoMeT 2012, além da pós-graduação em Voz e no mestrado em Fonoaudiologia. Também já fiz cursos e workshops com Juvenal de Moura, Luiz Tenaglia, Melissa Cross e muitos outros.

Durante o Workshop dos professores
Juvenal de Moura e Luiz Tenaglia.
Como professor de canto e técnica vocal  decidi que não seria só mais um "cantor que da aula", que seria preciso desenvolver a pedagogia e metodologia de ensino, e me especializar nisso de verdade.

Dar aula é uma responsabilidade muito maior do que cantar. O professor de canto lida com a expressividade e autoestima dos alunos, e isso afetas suas personalidades e suas vidas de forma direta. As mudanças que observo no estúdio são enormes, e vão muito além da forma de cantar.

Pesquiso constantemente nas ciências e na experiência de outros profissionais da área formas de melhor compreender o funcionamento da voz humana e como ela pode ser trabalhada, e qual a influência do nosso corpo, como ele deve se portar para desenvolver a técnica nos alunos mantendo sua saúde vocal.

Continuando minha formação, fiz pós-graduação pelo CEV - Centro de Estudos da Voz, com especialização em Voz Profissional, em curso coordenado pela respeitadíssima fonoaudióloga, pesquisadora e cientista da voz, a Dr. Mara Behlau, fui pra Suécia estudar com os maiores nomes do meio, como Johan Sundberg (Suécia), Brian Gill (EUA), Filipa Lã (Portugal), Bernhard Richter e Mattias Echternach (Alemanha), etc., e desenvolvi uma pesquisa de mestrado em distorções vocais sob orientação da fonoaudióloga Dra. Marta Assumpção de Andrade e Silva. Atualmente faço doutorado em Educação na UNED em Madri/Espanha, onde desenvolvo pesquisas sobre ensino de canto e hormônios com a professora e doutora Filipa Lã. Na mesma universidade, trabalho no Laboratório de Voz, Música e Linguagem como assistente de pesquisa.

Além disso, sou coordenador pedagógico do Instituto de Formação em Voz - IFV, ao lado da professora de canto e fonoaudióloga Flávia Caraíbas. Juntos som os professores de canto e cientistas vocais Dr. Christian Herbst (Áustria) e Dra. Filipa Lã (Portugal), organizamos o 1º Congresso Internacional de Voz Cantada e o 7th Physiology and Acoustics of Singing Conference (PAS7+), um dos mais importantes e reconhecidos congressos de voz cantada do planeta, com presenças de Ingo Titze, Johan Sundberg, Jan Svec, Nathalie Henrich, Wolfgang Saus, Kenneth Bozeman, Ian Howell, Kari Ragan, Anna-Marie Laukkanen, Peter Pabon, David Meyer, David Howard, entre outros dos mais brilhantes pesquisadores de voz.

Como cantor fiz recitais de canto lírico, tive bandas de rock, pop, metal, fiz teatro musical e cantei todo tipo de repertório em casamentos e demais projetos musicais.
Foto com a brilhante Badi Assad na "Ópera das Pedras" em 2010

No espetáculo "A Ópera das Pedras" de Denise Milan, interpretei o vilão "Basalto", ao lado de Badi Assad, Tiago Pinheiro e Wellington Nogueira. Um grande elenco e produção, com direção do estadunidense Lee Breuer, figurino de Gloria Coelho, e músicos instrumentistas que já rodaram o mundo como Carlinhos Antunes, Guilherme Kastrup, Douglas Felis, etc.. Espetáculo que deu origem ao CD de mesmo nome e matérias em revistas como a Rolling Stone..

Com a banda Hevorah no Via Funchal em 2008.
Abertura do show do Nightwish e lançamento do EP.
Com as bandas Hellfire Opera e Avantasians cantei em diversas cidades e estados do país, e ao lado da banda Hevorah lancei o EP "In The Company Of Angels" na casa de shows Via Funchal quando abrimos o show da banda finlandesa Nightwish. Tocamos também ao lado de nomes como Massacration e Edu Falaschi.

Sou coordenador do site World Voice Day, que reúne os eventos em comemoração ao dia mundial da voz em todo o planeta, com cerca de 60 países já cadastrados, ao lado das fonoaudiólogas Thays Vaiano e Mara Behlau e tenho o orgulho de ser um dos membros fundadores e criador do nome da Associação Brasileira de Professores de Canto, a PROCANTO.

Durante palestra no Phonosurgery 2019

O objetivo deste site é repassar o que aprendi e o que ainda vou aprender sobre canto. Histórias, experiências, reflexões acerca da pedagogia vocal, dúvidas dos alunos ou interessados no assunto e mitos e lendas que rondam essa arte.

Você ainda encontra mais informações no Instagram @mauro_fiuza.